Loading...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Agronomia, Fisiologia Vegetal

Cloropastos é uma organela presente nas Células das Plantas e outros organismos Fotossintetizadores, possui um Clorofila responsável pela sua coloração verde.
Ela é capaz de canalizar a energia da luz solar  em energia química através da Fotossintese.
Neste processo a energia absorvida pela Clorofila transforma Dióxido de Carbono e Água em Carboidratos e Oxigênio.
As Clorofilas dão a cor verde às plantas devido à baixa absorção de luz na região do espectro electromagnético correspondente a esta cor.
 
As Plantas são seres vivos importantíssimos em nossa Natureza e podem ter vários aspectos, por exemplo elas precisam de água, luz, calor, ar e alimentos para viverem.

Nas diferentes estações do ano algumas plantas mudam o seu aspecto pois algumas são árvores de folha caduca que caem no Outono e outras nascem na Primavera as folhas perenes que nunca caem.

Glicose é uma fonte de energia  e intermediário metabólico que as células usam . A Glucose é um dos principais produtos da Fotossintese.

 


 

O ATP ou Trifosfato de adenosina, adenosina trifosfato armazena energia proveniente da Respiração celular e da Fotossintese, para consumo imediato. 
                                            As plantas também servem para fazer muitas coisas, como por exemplo para a nossa alimentação e para a alimentação de outros seres vivos além disso também são seres vivos que produzem o seu próprio alimento.  
As plantas são uma verdadeira fábrica de oxigénio.Algumas plantas são de tamanhos diferentes, sem as plantas não haveria vida na Terra elas são seres vivos que pertencem ao Reino Vegetal.
O tamanho delas pode ser grande, são as árvores, médias são os arbustos e finalmente as pequenas que são as ervas.
Cada parte da planta tem a sua função específica e muito importante.
As plantas são muito importantes porque servem para fazer mobiliário, depois de tratar a sua madeira, servem para fazer perfumes, tecidos, medicamentos e, sobretudo, são indispensáveis ao ambiente.

O dióxido de carbono foi descoberto pelo escocês Joseph Black em 1754.
O carbono é um elemento básico na composição dos organismos, tornando-o indispensável para a vida no planeta. Este elemento é estocado na atmosfera, nos oceanos, solos, rochas sedimentares e está presente nos combustíveis fósseis. Contudo, o carbono não fica fixo em nenhum desses estoques. 
Existe uma série de interações por meio das quais ocorre a transferência de carbono de um estoque para outro. Muitos organismos nos ecossistemas terrestres e nos oceanos, como as plantas, absorvem o carbono encontrado na atmosfera na forma de dióxido de carbono (CO2). Esta absorção se dá através do processo de fotossíntese. Por outro lado, os vários organismos, tanto plantas como animais, libertam dióxido de carbono para a atmosfera mediante o processo de respiração.
  Existem as plantas aquáticas, terrestres e aéreas.
Cada uma das partes da planta tem uma função:
Raiz: fixar a planta à terra e absorver a água com sais minerais;
Caule: suportar as folhas, as flores e os frutos e levar o alimento a toda a planta;
Folha: produzir oxigênio, respirar e transpirar sendo assim o "nariz "da planta;
Flor: reproduzir;
Fruto: originar nova planta.
Os seres vivos e os materiais sem vida são formados por átomos, que se agrupam para formar as diferentes substâncias.
As substâncias que se formam nos corpos dos seres vivos fazem parte de apenas seis grupos: açúcares, gorduras, proteínas, vitaminas, sais minerais e água, e são conhecidas como nutrientes.
Da organização dos nutrientes são formadas as células. A célula é a unidade estrutural e fundamental do ser vivo. É a menor parte dele que mantém suas características (com exceção dos vírus que não possuem células).

Nenhum comentário:

Postar um comentário